HISTÓRIA

Sempre foi nosso interesse produzir uma cerveja caseira. Não tínhamos nenhuma ideia prática de como seria o processo e como ficaria o produto final.

Finalmente, em maio de 2012 entramos para o Curso Básico de Cerveja Artesanal, ministrado pelo Felipe da Cerveja Sambaqui e pelo Clemente do Chopp Alemão. Foi fantástico, pois, além de aprender sobre a teoria, também participamos da brassagem de uma Weissbier, o que nos deixou bastante empolgados. Isso sem falar que experimentamos uma Weiss e uma Pilsen, patrocinadas pelo Chopp Alemão e uma Trippel, patrocinada pela Cerveja Sambaqui.

Alguns dias depois, lá estávamos nós comprando equipamentos e insumos e iniciando nossa primeira brassagem. Deveria ser uma cerveja Pilsen, mas sinceramente, a primeira não prestou, erramos em várias fases do processo, não seguimos a receita adequadamente e notamos que também faltaram equipamentos.

Foi daí que surgiu o nome “Bucica” que é o apelido de cadela de rua (guapeca) citada em nosso dialeto manezinho. Mas não como uma forma de rebaixar a nossa cerveja e sim para dar um aspecto mais manezinho ao nome e para homenagear um animalzinho querido por todos aqui na ilha.

Sem desanimar e ainda muito empolgados, partimos para a segunda, agora com mais interesse em acertar, estudando cada passo e adquirindo alguns equipamentos essenciais. O final foi um sucesso. Fizemos nossa primeira Bucica Premium, que era uma PiIlsen com açucar mascavo. O pessoal que experimentou adorou e ficamos mais empolgados ainda. Bom, de lá pra cá já se passaram várias brassagens, entre cervejas comuns tipo Pilsen, Premium, e Weiss (Trigo que popularmente a apelidamos de “VENS Bucica”), fabricamos outras especiais, como Imperial Pale Ale, Blonde Ale, Strong Golden Ale, Wit Beer entre outras com a degustação de nossos amigos de sempre, com seus paladares diversificados, mas tendendo principalmente para a Pilsen e Vens Bucica (Weiss – trigo).

Nossas metas são arrojadas, pretendemos aprimorar ainda mais a nossa Bucica Beer. Em 2013, teremos cerveja de barril e chopeira à gelo para degustarmos com os nossos amigos apreciadores.

Aproveitamos para agradecer à todos aqueles que participaram conosco das degustações e que de uma forma ou de outra contribuíram para que pudéssemos aprimorar nossa cerveja caseira artesanal.

Um abraço à todos que apreciam uma boa cerveja artesanal.

Anísio Silva
Eduardo Bruno Silva
Sérgio Augusto Silva

One thought on “HISTÓRIA

  1. Ótima cerveja. Eu provei a primeira bucica e, realmente, não foi a melhor. Mas, com determinação e vontade, os criadores foram aprimorando o processo e a tornaram uma cerveja de ótima qualidade e sabor muito apreciado. Parabéns aos cervejeiros!!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>